entretenimiento Publicado em 26/05/2011

Regras de ouro para ter uma contra-senha segura

senha

As contra-senhas estão se convertendo numa dor de cabeça para milhões de pessoas. Centenas de páginas que oferecem serviços interessantes nos obrigam a registrar e a utilizar alguma contra-senha para aceder a elas. Os delinquentes que queiram suplantar, ou roubar informação valiosa de alguma de nossas contas (já sejam bancárias, de correio ou de Facebook) dispõem de programas para poder adivinhar nosso password. A melhor maneira de se proteger ante estes ataques é a de criar super contra-senhas e seguir (e combinar) estas quatro regras.

Não utilizar a mesma contra-senha para vários lugares:
Se apenas seis anos atrás, tínhamos que lembrar apenas uma, a que nos dava acesso às contas de e-mail, agora temos que recordar ao menos mais cinco: nossa segunda direção de correio, a de Twitter ou Facebook, a que nos permite aceder a um serviço de armazenamento em nuvem, a que usamos para jogar online a determinados videojogos, a do banco, a de nossa loja favorita…

A tentação de usar a mesma contra-senha para aceder a todos estes serviços é grande, para recordar facilmente, mas é um suicídio em termos de segurança: se alguém a descobrisse, teriam em sua mão toda a informação de nosso “eu digital”. O dano seria incalculável. Assim que o melhor é tentar usar uma contra-senha diferente para cada lugar, ainda que seja difícil de recordar. Isso sim, jamais há que recopilar os diferentes passwords num arquivo de texto chamado “contra-senhas”. Estaríamos pondo muito fácil a qualquer que utilize nosso PC.

Utilizar números e letras na contra-senha:
Nada de usar palavras simples como “sapato”. Os experientes recomendam que as contra-senhas devem ter ao menos 8 caracteres. O ideal é misturar letras, números e símbolos (#%$!&_ =) nela. Um truque muito bom pode ser o substituir as vogais de uma palavra corrente, por números e separar as sílabas com um símbolo. Por exemplo, “sapato”, que, como já dissemos, é um exemplo de má contra-senha, se converte num password quase inexpugnável se utilizamos o truque: z1-p1-t2. E também não é tão difícil de recordar, verdade?

Cifrado “de andar por casa”:
Uma boa contra-senha pode estar formada pelas primeiras letras das palavras que formem uma frase ou o título de um filme. Por exemplo: de “A casa de minha avó está em Maringá” podemos criar “LcdmaeeM”. “Mulheres à beira de um ataque de nervos” pode se converter em “Mabd1adn”. Quase, quase inexpugnável.

Programas de guardado de contra-senhas:
Outra boa idéia pode ser a de instalar um programa como KeePass Password Safe, que permite guardar centenas de contra-senhas numa base de dados codificadas. O único que teremos que recordar é a contra-senha de acesso ao programa, e nada mais. Mas se nos roubam o portátil, estaremos perdidos.

Jessica — Redatora e revisora
Tópicos: >
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade