entretenimiento Publicado em 10/05/2012

Razões pelas que Facebook e Twitter são tão adictivos

Viciados ao Facebook

Os pesquisadores da prestigiosa universidade de Estados Unidos realizaram uma série de experimentos que mediam as reações da gente quando fala de si para explicar por que aos usuários gostavam de usar as plataformas sociais.

Segundo descobriram, as atualizações sobre um mesmo em Facebook, Twitter, Foursquare e outras redes geram uma satisfação no cérebro similar à que se sente ao ingerir um alimento ou ter sexo. “São como doces cerebrais”, afirmam.

Isto ajuda a entender, agregam, o motivo pelo que os 80% dos conteúdos compartilhados em Internet são autorreferenciais e estão relacionados com as próprias experiências ou sensações.

A líder deste estudo de Harvard, Diana Tamir, assinalou que o estímulo que recebe o cérebro é diferente quando o usuário fala de si mesmo que quando opina de outras pessoas. A satisfação, neste último caso, é menor.

O relatório não termina ai. Tamir e seu colega, Jason P.Mitchell, psicólogos do Laboratório de Neurociência Social, Afetiva e Cognitiva da universidade, propuseram perguntas aos participantes sobre suas preferências e hábitos nas redes. A maioria coincidiu em que prefeririam ganhar menos dinheiro a se ver privados de contar sobre eles nas redes sociais.

Também chegaram à conclusão que os comentários que o resto dos usuários faz sobre os próprios estados influem na autoestima.

“Não pudemos definir se as pessoas falam de si mesmas pelo prazer que lhes dá ou porque se sentem satisfeitos de ter uma audiência que os leia e escute”, admitiu Tamir, mas disse ambas versões explicam por que a gente usa tanto plataformas como Facebook e Twitter.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade