entretenimiento Publicado em 28/06/2011

Os quadros malditos de Bruno Amadio

bruno amadio

O enigma que envolve a uns supostos quadros malditos pintados por Bruno Amadio deu muito que falar. A linha entre o verdadeiro e o falso ou incorreta nesta história é muito fina, fazendo que não se saiba com total certeza que é e por que surgiu todo este enigma ao redor de uns quadros que, desde a segunda metade do século XX, foram reproduzidos industrialmente e se venderam em qualquer mercado do planeta.

Ao redor da vida do pintor e seus quadros chamados “as crianças choronas” se contaram milhares de histórias estranhas. Mas tudo surgiu o 4 de setembro de 1985, data no que o diário britânico The Sun, publicou em sua portada uma chamativa notícia de um incêndio de uma casa e no que o único objeto que ficou a salvo foi um quadro de um menino chorando. A partir daí, centenas de pessoas começaram a escrever ao diário contando suas desgraças pessoais e tentando relacioná-las diretamente com um quadro do mesmo tipo que possuíam.

O assunto cada vez se foi fazendo maior, como uma bola de neve rodando. Outros meios de comunicação começaram a fazer-se eco do tema e inclusive chegaram a convocar múltiplas fogueiras públicas nas que deviam queimar as reproduções malditas das crianças choronas. Algumas fontes indicavam que os modelos desses quadros eram crianças orfanas e que depois de pintar, faleceram num incêndio que se originou no orfanato onde viviam. Sobre a origem, vida e destino de Bruno Amadio também se escreveu muito e muito confuso. Chegou a dizer que sua origem era espanhola e que, depois de uns anos sem sucesso como pintor, “vendeu sua alma ao diabo” em troca de fama e dinheiro.

Nada mais longe da realidade. Bruno Amadio nasceu em Veneza em 1911. De grandes convicções fascistas, foi um fervente seguidor de Benito Mussolini e participou como soldado na Segunda Guerra Mundial. Era um pintor vocacional e suas obras, composta por bodegones, paisagens, alguma pintura de caráter religioso e sobretudo de exaltamento do fascismo, tiveram verdadeiro relevo durante a Itália do “Duce”. Depois da Segunda Guerra Mundial e a queda do regime fascista, Amadio se transladou a viver a Espanha. Aí nasceu a coleção de 27 quadros de “as crianças choronas”.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 1
  1. alguem ker comprar este quadro do menino chorao eu tenho

    isabel lopes 6 abril, 2013 às 15:54
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade