entretenimiento Publicado em 12/04/2012

Os pombos não se orientam por campos magnéticos como se cria

pombos

Os pombos são famosos por seu sentido da orientação. Até agora, os cientistas achavam que estes pássaros detectavam o campo magnético terrestre através de uns neurônios ricos em ferro localizado em seu bico.

Um estudo publicado na revista Nature desmente esta ideia. “Descobrimos que estas células não são neurônios, senão macrófagos e que não só estão no bico, senão em todo o corpo do pássaro, até no baço”, explica David Keays, autor da investigação. Estas células brancas sanguíneas são vitais na defesa contra patogênicos e na reciclagem de ferro dos glóbulos vermelhos, mas é pouco provável que estejam envolvidas na detecção magnética.

Ante estes resultados Keays opina que “a coisa se complica”. Os cientistas acham que devem existir células magnéticas em algum lugar do corpo dos pombos e estão tratando de encontrá-las. “Achar uma agulha em um palheiro seria bem mais fácil”, disse Keays.

Os pássaros sabem onde estão em todo momento. “A orientação que tem as aves é incrível. Imagina que te metem em uma caixa escura, te sobem a uma furgoneta e te deixam num lugar absolutamente desconhecido a 1.000 quilômetros de teu lar. Eu seria incapaz de voltar a casa, mas os pombos não”.

Seguramente os pombos são capazes de usar multidão de sinais sensoriais para se orientar, como o olfato, a visão e o campo magnético, mas como detectam este último continua sendo um mistério.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade