mundo Publicado em 3/08/2011

Nova Iorque: mais turistas, menos cidadãos

cidade nova york

Por segunda década consecutiva, diminuiu a quantidade de pessoas que decidem viver em “a cidade que nunca dorme”. Nos últimos dez anos, uns 1,6 milhões de nova-iorquinos emigraram a outras cidades.

Um recente relatório do Empire Center for New York State Policy, uma organização independente que promove soluções para o estado de Nova Iorque, assinalou que “a perda neta de migração (isto é, a soma da migração interna e externa), aumentou durante a última década a seu nível mais alto desde os anos 1970″.

Cerca de 1,6 milhões de nova-iorquinos foram-se a outros estados na primeira década do século XXI, assinalou o estudo divulgado na terça-feira, que se baseia na análise de dados do censo e outras estatísticas.

Os altos impostos, a burocracia e os elevados preços das propriedades expulsaram aos residentes, apesar do papel histórico da cidade de Nova Iorque como porta de entrada aos Estados Unidos.

Desde 1960, o estado de Nova Iorque perdeu 7,3 milhões de residentes, que se foram a outras partes do país, com uma afluência de 4,8 milhões de imigrantes, o qual resulta em uma diminuição neta de população de 2,5 milhões.

Tendo em conta a imigração, a população do estado cresceu em dois milhões de pessoas desde 1980, um aumento “bem mais lento que a média nacional”, agregaram os analistas. Os 20% dos residentes nasceram no estrangeiro, uma cifra só superada por Califórnia (27%).

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade