mulher Publicado em 28/10/2013

‘No woman, no drive’, o vídeo satírico contra a proibição de condução das mulheres sauditas

No woman no drive

Com o título “No Woman, no drive”, três artistas sauditas conseguiram, em 48 horas, mais de três milhões de visualizações em YouTube com sua versão da canção de Bob Marley “No Woman, No Cry”.

O comediante Hisham Fageeh, vestido de forma tradicional saudita, explica no vídeo que decidiu fazer sua própria versão referida a sua cultura e sem instrumentos musicais.

“Eu me lembro onde você costumava sentar, na parte traseira do carro familiar”, diz uma estrofe da canção. Também afirma que as rainhas não conduzem mas podem cozinhar, e que os pés são o único transporte das mulheres.

Ademais, faz referência que com esta proibição “os ovários estão seguros” e bem, em aberta crítica às afirmações de clérigos radicais sauditas segundo os quais conduzir os prejudica.

Um grupo de ativistas anunciou uma campanha para o 26 de outubro contra a proibição das mulheres dirigir no reino saudita e fizeram um apelo às mulheres para que saíssem às ruas conduzindo seus carros. A convocação foi anulada após que o Ministério do Interior o solicitasse, embora isso não impediu que várias ativistas conduzissem por sua conta.

Segundo o jornal Al Hayat, as autoridades sauditas têm multado a 15 mulheres por este desafio nas cidades de Riad, Jidá, Dammam e Iambo.

Em Arabia Saudita rege uma estrita interpretação da lei islâmica ou Sharia, que impõe a segregação de gêneros em espaços públicos. As mulheres não podem conduzir nem viajar fora do país sem um acompanhante do sexo masculino da família, entre outras restrições.

Vídeo

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade