entretenimiento Publicado em 6/03/2012

Menino descobre que tem doença terminal graças a Google

Dominic Stacey Jr saude

O diário britânico Daily Mail relata a história de Dominic Stacey Jr, um menino que sabia que tinha distrofia muscular de Duchenne, uma doença pela qual está em cadeira de rodas. Mas seus pais tinham-lhe ocultado que o mau seria fatal. Quando receberam o terrível diagnóstico, Dominic e Caroline Stacey pensaram que era melhor não comunicar ao pequeno esta trágica notícia.

Não contaram com que a natural curiosidade infantil levaria a Dominic a buscar em Internet, através de Google, informação sobre a síndrome de “pernas cansadas” que sofria. Assim soube que este mau hereditário avançaria até causar-lhe a morte.

A doença de Duchenne afeta, pelo geral, aos meninos. É uma distrofia muscular que causa progressiva debilidade e se manifesta desde a infância. Os meninos que a padecem têm dificuldades para caminhar, saltar ou subir-se a uma cadeira. Detecta-se através de análise sanguínea e estudos do tecido muscular.

O pai de Dominic viveu um momento muito difícil quando seu filho se acercou a lhe perguntar por que lhe tinha mentido. “Ele se tinha inteirado por Internet de que a doença o mataria. Sentamo-nos e expliquei-lhe tudo. Foi uma das conversas mais difíceis que tive”, relatou o homem.

Desde que conhece a verdade, ao menino custa dormir e sofre pesadelos. Pede a seus pais que o abracem antes de dormir. “Ele só quer saber que estamos aí. Uma noite pediu-me que encontrasse uma cura para sua doença. Eu queria dizer que sim, mas era tão duro”, comentou Dominic Stacey.

O homem, que tem 33 anos, contou ao diário que seu filho lhe tinha perguntado com anterioridade se a doença o mataria e lhe disse que ninguém pode saber quando vai morrer.

O pequeno Dominic está em cadeira de rodas mas leva uma vida bastante conforme com sua idade. “Gosto da História e as Matemáticas na escola e em casa gosto de jogar com minha Xbox”, conta ele mesmo. “Também gosto de jogar com meus amigos, mas não posso o fazer por muito tempo porque me começam a doer as pernas”.

O casal Stacey tem outros três meninos: Prove, de 6 anos; Georgia, de 4, e Tahlia de 2 anos.

A expectativa média de vida das pessoas que padecem o mau de Duchenne é de 25 anos. A causa final da morte deve-se, pelo geral, a uma forte infecção no peito a raiz de que a função pulmonar se vê reduzida ao mínimo.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade