tecnologia Publicado em 11/04/2011

Google afirma que Android seguirá sendo livre e gratuito

google android

O diretor de plataformas móveis de Google e responsável de Android, Andy Rubin, publicou um comunicado no blog de desenvolvedores do sistema operativo para defender que Android segue sendo “uma plataforma aberta”. Ademais tem confirmado que sua equipe trabalha para levar o antes possível a versão Honeycomb aos telefones móveis.

No comunicado, Andy Rubin assinala que apesar do grande crescimento, a prioridade da companhia é “a qualidade e a coerência”. A adaptação do sistema a múltiplas equipes pode fazer arriscar a qualidade do produtor, provocando que dêem falhas de compatibilidade com aplicações de terceiros. Segundo Rubin, este é o motivo de que a companhia não tenha querido publicar o código fonte de sua versão para tabletas.

As palavras de Andy Rubin apontam diretamente aos experimentos de desenvolvedores privados que tinham tentado implantar a versão 3.0 de Android em ‘smartphones’. Em seu dia Google comentou que era um perigo porque pelo momento o sistema não estava otimizado para isso.

Tudo aponta que para evitar este tipo de comportamentos, Google decidiu não publicar seu código. Andy Rubin quis destacar que o sistema seguirá evoluindo. “Os fabricantes de dispositivos têm liberdade para modificar Android e personalizar a seus terminais”, explicou.

Como conclusão, Andy Rubin insistiu uma vez mais em que Android “segue sendo uma plataforma de código aberto” e prometeu que “se seguirá liberando o código fonte quando esteja pronto”. Andy Rubin também confirmou que a equipe de Android está “trabalhando duro para levar Honeycomb aos telefones”, e quando o trabalho esteja feito “publicarão o código”.

Jessica — Redatora e revisora
Tópicos: > >
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade