esporte Publicado em 21/07/2011

Golfe, um desporte censurado ou maltratado em diversos países

golf china

Enquanto para Chávez é um passatempo para “burguês”, Cuba busca investimento estrangeiro para desenvolvê-lo. Em China está proibido desde 2004, mas nos últimos tempos se multiplicaram os lugares para praticar o desporto.

O Conselho de Estado da República chinesa (o Governo Central) exigiu que se aumentem as inspeções contra a proliferação de campos de golf. Apesar da proibição de construir campos que rege desde 2004, nestes oito anos se construíram 400 destas infra-estruturas.

O governo do primeiro-ministro Wen Jiabao poderia, inclusive, expropriar os terrenos para mudar seu uso, segundo anunciaram. O Ministério de Terra e Recursos, a quem lhe compete este assunto, voltou, por sua vez, a proibir a construção de campos de golfe.

Estima-se que 2,53 milhões de hectares de terras de cultivo tinham sido ilegalmente convertidas em parques industriais e campos de golfe, para deste modo, lhes tirar benefício. Desde 2004, o governo fez questão de suas proibições até dez vezes, mas os governos provinciais ignoram estas proibição e por isso agora China conta com um total de 600 campos, quando antes de 2004 tinha 170.

Por se fosse pouco, 70 desses campos estão na periferia de Pequim, um descaro que ao governo central lhe parece inadmissível. A imprensa oficial considera que esta ânsia de construir campos de golfe é uma “vergonha para o Governo”. Apesar de suas dimensões, o solo agrícola é cada vez mas escasso em China, o que deu lugar à especulação e a um aumento da inflação proveniente, em especial, da subida do preço de seus alimentos.

Essa subida foi a mais de 10% no último ano. China, segunda potência econômica do mundo por detrás dos Estados Unidos, considera uma política de estado a expropriação para fins sociais, mas isto não deixa de ser um dos assuntos que mais controvérsia e instabilidade geram na sociedade.

No entanto, nesta matéria não é unânime: enquanto para Chávez é uma ocupação de ricos, o ditador cubano Raul Castro não o vê com tão maus olhos e está atualmente à procura de capital para desenvolver empreendimentos de golfe no país.

Jessica — Redatora e revisora
Tópicos: > >
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade