mundo Publicado em 16/04/2011

Egito ordena a dissolução do partido de Hosni Mubarak

mubarak

O Tribunal Supremo Administrativo do Cairo ordenou neste sábado a dissolução do Partido Nacional Democrático, dirigido pelo ex-presidente Hosni Mubarak, que renunciou ao poder passado 11 de fevereiro pressionado por um levantamento popular que tinha estourado 18 dias antes.

O tribunal determinou, assim mesmo, a expropriação de todos seus bens e propriedades, que passarão ao Estado, segundo a agência estatal MENA.

O Partido Nacional Democrático (PND) foi criado em 1978 e dirigido pelo então presidente Anuar ao Sadat, que um ano antes tinha promulgado uma lei para permitir a formação de agrupamentos políticos no país, proibidas desde janeiro de 1953, depois do triunfo de um golpe de estado encabeçado por Gamal Abdel Naser.

Desde sua criação, a estrutura do abrangente PND confundiu-se com a do Estado e sua presença se impôs em todas as instituições do país favorecido por umas leis que constrangia as atividades do resto de agrupamentos.

Assim mesmo, entre acusações de fraude, arrasou em todas as eleições parlamentares celebradas desde sua criação, a última em novembro-dezembro de 2010, na que se fez com mais de 80% dos assentos.

Esta situação, que se prolongou até a renúncia de Mubarak, deixou ao país órfão de formações políticas com base popular, para benefício da organização islâmica dos Irmãos Muçulmanos que, apesar de trabalhar na semi-clandestinidade, se converteu na maior força política.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade