mundo Publicado em 20/08/2011

Dois novos casos de corrupção entre ministros de Brasil

dilma rousseff corrupcao

A revista Istoé acusou à ministra, designada em junho em substituição de Luiz Sergio de Oliveira quem passou ao Ministério da Pesca, de “advogar” para servidores públicos implicados em casos de corrupção em seu estado natal de Santa Catarina. Assinalou que essa defesa consta em gravações de conversas telefônicas feitas pela polícia no marco da investigação.

Salvatti, uma das pessoas mais próximas à presidente, negou a cada uma das suspeitas e afirmou que as “relações perigosas que lhe atribui o médio gráfico foram sempre de corte institucional”.

Por sua vez, a revista Veja pôs em dúvida a atuação do ministro de Cidades. Disse ter obtido informação sobre supostos subornos (de uns 19 mil dólares) que Negromonte ofereceu a parlamentares do Partido Progressista (PP), ao que pertence, a mudança de apoio em lutas intestinas dentro dessa formação.

“Em guerra aberta com outros setores pelo controle do partido, estaria transformando o ministério num apêndice partidário e usando seu gabinete para obter apoio”, indicou o artigo jornalístico. Em declarações à própria revista, o servidor público confessou que sabia desses “rumores”, os quais atribuiu a intrigas “políticas”, e recusou categoricamente a existência de tais subornos.

Segundo a publicação, a presidente Dilma Rousseff “foi informada sobre o problema e segue o caso com muita atenção”. As suspeitas contra estes dois ministros somam-se às que existem sobre na carteira de Turismo, cujo vice-ministro foi preso faz dez dias junto com cerca de trinta servidores públicos. Agravam ademais a situação do governo que, desde faz dois meses, já perdeu aos titulares de Presidência, Transportes e Agricultura por denúncias de corrupção.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade