tecnologia Publicado em 3/06/2013

Desenham um dispositivo para comunicar com pacientes em coma

paciente em coma

Cientistas canadenses estão desenvolvendo um computador que poderia ler os pensamentos, algo que ajudaria a comunicar com pessoas em estado vegetativo.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Western Ontario, Canadá, usam técnicas de neuroimagem para ler pensamentos humanos depois de diferenciar a atividade cerebral que transferem as respostas específicas “sim” ou “não”, informaram em um artigo publicado na revista “The Journal of Neuroscience”.

Segundo eles, esta investigação poderia conduzir a uma nova e única forma de se comunicar com os pacientes em estado vegetativo.

“A interpretação do pensamento humano depois da atividade cerebral, sem recorrer à palavra ou à ação, é uma das fronteiras mais provocadoras e desafiantes da neurociência moderna. Em particular, os pacientes que estão plenamente conscientes e acordados, mas que devido a um dano cerebral não podem mostrar nenhuma capacidade de resposta de conduta, expõem os limites do sistema neuromuscular e precisam formas alternativas de comunicação”, explica a líder da equipe, Lorina Naci.

Os participantes do experimento dirigido pelos cientistas tinham que centrar nas respostas “sim” ou “não” a perguntas como: “Está você casado?” ou “Tem irmãos e irmãs?”. Os voluntários só tinham que pensar em sua resposta, mas sem pronunciar.

Como resultado do experimento a nova equipe pôde descodificar 90% das respostas dos voluntários, a maioria das quais foram transmitidas em cerca de três minutos, durante o scanner cerebral.

“Os pontos fortes desta técnica são especialmente sua facilidade de uso, já que não precisa muita energia para funcionar, e a detecção rápida, o pode maximizar as possibilidades de que qualquer paciente seja capaz de conseguir uma comunicação baseada no cérebro”, disse Lorina.

A equipe de Naci já está provando sua tecnologia para se comunicar com os pacientes em estado vegetativo privados da capacidade de responder que poderiam estar mau diagnosticado.

Jessica — Redatora e revisora
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade