mundo Publicado em 6/09/2012

Brasil, país do crack

Brasil Crack Drogas

Segundo revelou um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), “nenhum outro país (como Brasil) tem um milhão de consumidores de crack atualmente”. O responsável do estudo, o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, citado por o portal G1 do Globo, afirmou que “no passado, a cocaína era a champanhe das drogas, agora equivale à cerveja”.

Em números absolutos, Brasil é o segundo maior consumidor de cocaína e derivados por trás dos Estados Unidos, e agora responde pelo 20% do mercado mundial. Dos 194 milhões de habitantes de Brasil, mais seis milhões consumiram cocaína ou derivados alguma vez em sua vida, segundo o estudo.

Só nos últimos doze meses, 2,6 milhões de adultos e 244.000 adolescentes brasileiros disseram ter consumido cocaína em qualquer de suas apresentações, indicou a investigação. O aumento do consumo de drogas em Brasil deve-se as melhores condições econômicas de sua população e ao baixo preço da cocaína e seus derivados, que pode ser até cinco vezes mais barato que no exterior, segundo as autoridades.

A investigação foi realizada entre 4.607 pessoas maiores de 14 anos em 149 cidades do país. O Governo de Dilma Rousseff lançou em dezembro um milionário plano para combater a chamada “epidemia de crack”, que inclui o tratamento médico para os usuários e a repressão do tráfico nas fronteiras.

O 90% da droga que se consome em Brasil ingressa de Bolívia e Peru, enquanto o 10% restante chega de Colômbia. Por sua vez, Paraguai cobre o 80% da demanda de maconha, segundo a Polícia Federal. A diferença de Brasil, em os países desenvolvidos observa-se uma diminuição do consumo de cocaína e um aumento das drogas sintéticas, segundo o estudo da Unifesp.

Jessica — Redatora e revisora
Tópicos: > >
comentários 1
  1. Caralho serio que classificam nosso pais assim? são babacas como vocês que estragam nossa cultura no exterior.

    Gabriel 19 outubro, 2012 às 16:15
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade