entretenimiento Publicado em 18/09/2012

Benetton busca ao “desempregado do ano”

empregado do ano Benetton

Outra campanha “polêmica” de Benetton é marketing viral em Internet. Desta vez, não se trata de explorar a crise do HIV, os preconceitos raciais ou o kamasutra, senão o drama de não poder inserir no mercado trabalhista que vivem quase o 10% de os jovens mundiais, segundo o último estudo da OIT (Organização Mundial do Trabalho).

Sucessora da muito publicitada campanha do passado ano UNHATE, que mostrava beijos entre vários líderes mundiais enfrentados (Chávez e Obama, Merkel e Sarkozy, Abbas e Netanyahu), agora é o turno do desempregado do ano, lançada recentemente em Londres pelo diretor da empresa têxtil italiana Alessandro Benetton, filho do fundador e rei patagônio Luciano Benetton.

“Esta campanha pode parecer menos impactante que as anteriores, mas na profundidade é mais grave”, declarou Benetton no evento, depois de agregar que “pela primeira vez em muitos anos, nossos filhos vão ter uma vida mais dura que a de seus pais”.

A publicidade, que mostra a um grupo de atrativos jovens em trajes que se identificam como profissionais e desocupados, está acompanhada de um concurso que oferece a indivíduos entre 18 e 30 anos a possibilidade de ganhar 5 mil euros para gerar um empreendimento pessoal.

“O que espero demonstrar é que estas pessoas, que discutirão o que querem fazer com nossos 5.000 euros, são capazes e responsáveis e querem uma sociedade na que ter um trabalho não o é tudo”, declarou o CEO da marca italiana.

A campanha se desenvolverá em meios gráficos, televisão e redes sociais. Para participar do concurso, há que se dirigir à página da fundação UNHATE de Benetton.

Benetton – Unemployee of the year

Jessica — Redatora e revisora
Tópicos:
comentários 0
Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Bulhufas.com reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada. Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.
mais titulares ao azar

Publicidade